Aliel Machado

Rede recorre à PGR contra liberação de emenda

25.jul

Lideranças da Rede Sustentabilidade, entre elas o deputado federal Aliel Machado, acionaram a Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo a apuração do aumento na liberação de emendas parlamentares pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). Na visão de Aliel e do também deputado, Alessandro Molon, e do senador Radolf Rodrigues, a liberação de emendas durante à análise da denúncia contra o presidente pelo crime de corrupção passiva deve ser investigada.

“Cobramos que haja acompanhamento, vivemos um momento muito grave da política e as emendas impositivas não podem ser utilizadas como barganha diante de um governo cada vez mais frágil”, contou Aliel. Segundo o deputado da Rede Sustentabilidade, um levantamento do partido mostra que os valores liberados no último mês “superam em muito” as cifras liberadas em outros períodos.

O partido buscou a PGR para sugerir uma ação que “corrija os equívocos” na liberação das emendas. “Além das emendas liberadas, também existe uma distribuição escancarada de cargos que compromete um governo frágil e ainda faz da Câmara um balcão de negócios”, contou o deputado.

Um levantamento da ONG Contas abertas mostra que o Governo Federal liberou em junho R$ 134 milhões em emendas a 36 dos 40 deputados que votaram a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O colegiado aprovou parecer que recomenda a rejeição da denúncia da PGR contra o presidente, mas a denúncia ainda precisa passar por votação no plenário principal da Casa de Leis.