Aliel Machado

Aliel se posiciona contra projeto de cobrança para aplicativos em PG

Deputado pediu aos vereadores para não aprovar texto que prevê cobrança superior a R$ 1 por KM rodado

27.ago

O deputado federal Aliel Machado (PSB) usou a tribuna da Câmara em Brasília nesta terça-feira (27) para falar sobre o Projeto de Lei (226/2017) que prevê cobrança sobre os aplicativos de transporte alternativo em Ponta Grossa – a iniciativa tramita no Legislativo princesino. O projeto foi encaminhado pelo executivo municipal, ainda em 2017, e deve voltar à pauta de votação no próximo dia 2 de setembro.

Aliel classificou o projeto como “absurdo” pelo momento que o país passa, especialmente diante do desemprego e da crise na economia. O PL prevê a cobrança de até R$ 1,07 por quilômetro rodado para transporte por aplicativos (Uber e 99pop).  “Isso na prática vai inviabilizar o serviço de transporte alternativo. Eu sou a favor da regulamentação, das regras e da Lei, mas não a um absurdo como esse”, revelou Aliel.

Aliel ainda fez um apelo aos vereadores em Ponta Grossa para que não aprovem o projeto com o texto atual. “Peço aos vereadores que não aprovem. Quero destacar o papel dos líderes do movimento que vem mobilizando os trabalhadores contra o Projeto, o Lauro Lopes, com quem me reuni ontem e do Willian. Além da luta do vereador Geraldo Stocco na Câmara dos Vereadores, que se posicionou contra isso”, lembrou o parlamentar.

O deputado federal se mostrou favorável a uma regulamentação, mas não da forma que está sendo feito. “A Prefeitura quer cobrar a fatura da população e desses trabalhadores? Regulamentar é uma coisa, inviabilizar é outra. Sou da comissão de viação e transportes na Câmara e vamos trabalhar contra esse absurdo”, revelou Aliel.

O Projeto já recebeu 10 emendas nas comissões, algumas sugerindo a redução no valor cobrado por Km rodado. Já a emenda dos vereadores Pietro Arnaud (Rede) e outra do vereador Eduardo Kalinoski (PSDB) – solicitaram que toda a taxa seja incorporada no sistema de transporte público municipal, com o objetivo de balancear a tarifa de ônibus.

Debate sobre o transporte público

Aliel Machado tem acompanhado de perto propostas sobre o transporte, especialmente o transporte público. O deputado, por exemplo, é autor de uma ação responsável por evitar o aumento na tarifa do transporte coletivo na cidade – a ação, vencida na Justiça em várias instâncias, manteve, até o momento, o valor da tarifa de ônibus em R$ 3,80. Recentemente a empresa conseguiu derrubar a liminar e voltar a debater o aumento. Em 2017 Aliel e Geraldo Stocco já haviam conseguido derrubar o valor da tarifa por quase 20 dias. Além disso, Machado também cobra transparência na concessão do transporte coletivo.