Aliel Machado

Com emenda de Aliel, obras da nova maternidade são iniciadas

30.jan

A empresa BC1 Pré-Moldados e Construção Civil, com sede em Cascavel, iniciou as obras da nova Maternidade Regional dos Campos Gerais. A construção foi viabilizada por uma emenda do deputado federal Aliel Machado (REDE) de quase R$ 4 milhões – as primeiras atividades da obra começaram na semana passada. No próximo sábado (3), deverá ocorrer um evento que marcará o lançamento da pedra fundamental da Maternidade, com a presença de Aliel, do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), e da vice-governadora, Cida Borghetti (também do PP).

A necessidade de construção da nova maternidade ficou evidente após a atuação da Comissão Especial de Investigação (CEI), presidida pelo vereador Pietro Arnaud (REDE), e que apontou uma série de irregularidades no setor. “Na época, os números da Comissão mostravam uma quantidade de mortes inaceitável de bebês, fetos, recém nascidos e também de mães, naquele momento vi que precisamos de um investimento considerável no setor”, lembra Aliel.

A verba destinada para a construção da Maternidade (obra anexa ao Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais) foi alvo de uma emenda impositiva de Machado. “Conseguimos aportar cerca de R$ 4 milhões, mas a licitação para a construção da obra acabou com um preço final de R$ 3,6 milhões. Agora estou buscando viabilizar, junto ao Governo, para que esse recurso restante seja aplicado na maternidade, na compra de equipamentos”, contou Aliel.

Com previsão máxima de entrega de 18 meses (um ano e meio), a obra deverá alterar significativamente o cenário das maternidades nos Campos Gerais. “Poucas são as cidades que tem a condição de oferecer um serviço de tamanha excelência como será o caso de Ponta Grossa”, explicou Aliel. Com a obra sendo viabilizada via emenda, o Governo do Estado adotou como contrapartida arcar com a folha de pagamento da nova unidade hospitalar.

“Concretização do trabalho”, diz Aliel

Na visão de Aliel Machado, deputado que cumpre o primeiro mandato no Legislativo Federal, o começo das obras da nova maternidade representa a “concretização do trabalho”. “Quando apresentei a emenda, muitas pessoas duvidaram diante do alto valor do recurso. Mas eu persisti pois sabia da necessidade de oferecer um cenário melhor de atendimento para as mães da região”, contou Machado. Além do trabalho da CEI comandada por Pietro Arnaud, a construção da Maternidade também teve o apoio do ex-prefeito e comunicador, Jocelito Canto (PSC).

Publicado em Jornal da Manhã  30 de janeiro de 2018